Atender uma expressiva demanda. Este é o objetivo de 17 médicos, que tem como representantes Silvio Fernandes, Juliano Câmara e Anicezio Junior, que observaram que Goiânia merecia um complexo hospitalar. O que era sonho se tornou realidade e o lançamento do Hospital Premium, localizado na Av. D, no Setor Marista, região nobre da cidade, acontece no dia 11 de dezembro. Nesse dia serão apresentados todos os detalhes do empreendimento que irá preencher uma lacuna na área da saúde e dar uma nova perspectiva para quem busca um atendimento com o padrão dos maiores centros de medicina avançada do mundo.

Concebido, construído e tendo a implantação administrada pela L+M GETS, o novo hospital terá o respaldo de uma das empresas com mais experiência no assunto, conforme explicou o arquiteto Lauro Miquelin, sócio da L+M GETS. Lauro destaca que atualmente todas as pessoas querem trabalhar em ambientes belos e cuja implantação tenha sido resultante do uso responsável dos recursos do planeta. O Hospital Premium é fruto deste conceito.

Conecte-se conosco

Será um edifício sustentável, ou seja, projetado para que a implantação e operação possam usar racionalmente os recursos do planeta, incluindo especificação de sistemas construtivos que reduzam os desperdícios de materiais e a geração de entulho; materiais de construção produzidos a distâncias não superiores a 300 km da obra; uso de anatomias prediais que usem iluminação e ventilação naturais ao limite das possibilidades funcionais do hospital contemporâneo; design das fachadas para redução da incidência de radiação solar direta sobre vidros, para evitar o aumento do consumo de energia dos sistemas de ar condicionado; sistemas de redução de consumo e reaproveitamento de água; sistemas de iluminação artificial de alto desempenho energético e sensores de presença; sistemas de automação predial; gestão para redução e reciclagem de resíduos; gestão de processos que evitem desperdícios nos consumíveis para limpeza, manutenção, esterilização e dietas.

O Hospital Premium é mais um projeto da L+M GETS - Gestão de Espaços e Tecnologias em Saúde. Trata-se de uma empresa brasileira, fundada em 1987, especializada na criação, construção e implantação de Tecnologias e Mobiliário, Manutenção e Gestão de Empreendimentos de Saúde. “Nos últimos 25 anos, temos atendido organizações brasileiras de todos os portes, em todas as regiões.Somos 120 profissionais, entre arquitetos, engenheiros, tecnólogos de saúde, administradores de saúde, e nosso modelo de negócios (entregar e operar ambientes de saúde de alto desempenho) nos faz únicos na América Latina: há empresas de projeto, de execução de obras, de gestão de tecnologias, de administração hospitalar, de manutenção, mas não há nenhuma outra que, como a L+M GETS, reúna os conhecimentos e especialistas de todas estas áreas numa só empresa”, garante Lauro Miquelin, arquiteto da empresa.

Segundo ele, a empresa administra empreendimentos de saúde em todas as regiões e cenários brasileiros. “Os projetos que desenvolvemos anualmente perfazem investimentos de mais de R$ 1,2 bilhões em obras e tecnologias de saúde”, explicou Lauro, citando alguns de seus muitos clientes: Hospital Sírio Libanês, em São Paulo; UNIMED Belo Horizonte; Hospital Mater Dei, Belo Horizonte; e hospitais da UNIMED em Chapecó, Jaraguá do Sul, Brusque, Jaboticabal, Presidente Prudente, Leste Fluminense, Corumbá, Sul do Pará, entre muitos outros hospitais e centros de diagnósticos.

A L+M GETS presta serviços de consultoria e gestão, detalhamento de projetos, execução de obras, gestão de tecnologias e manutenção. “Já atendemos mais de 300 clientes e entregamos mais de 800 projetos, entre eles hospitais administrados pela Santa Casa de São Paulo para o Governo do Estado de São Paulo, Fundação Faculdade de Medicina da USP - Projeto, Engenharia Controle de Obras e Manutenção de 10 Unidades Básicas de Saúde e 2 Pronto Socorros, Master Plan do Novo Campus de Treinamento para Atletas da Paraolimpíadas, com 180 mil m2 de paisagismo e urbanização e 40 mil m2 de áreas de construção”, comentou Lauro, lembrando que a L+M GETS, entre 2010 e 2012, desenvolveu serviços de apoio a estruturação de contratos para alianças público privadas para a Secretaria de Saúde do Município de Belo Horizonte, além de 150 Unidades Básicas de Saúde.

A previsão é que o Hospital Premium comece a funcionar dentro de três anos no máximo. “Estamos trabalhando nesse projeto há bastante tempo e queremos o que há de mais moderno no mercado. Goiânia merece”, explica o médico Silvio Fernandes.